black-friday

Black Friday veio para ficar no calendário de compras do brasileiro

Os números mostram que a Black Friday veio para ficar e no Brasil descontos invadem diversos sites de e-commerce. O evento tem origem nos Estados Unidos, sendo marcado por liquidações do varejo na sexta-feira após o feriado do dia de Ação de Graças (na quarta sexta-feira de novembro).

 Apesar de não existir uma data certa para seu surgimento, relatos apontam que a Black Friday nasceu na década de 1960 quando policiais da Filadélfia usaram o termo para se referir ao caos que ficava o trânsito no dia depois desse feriado. A Black Friday, então, era um pesadelo para o agentes da lei, mas uma boa oportunidade para os lojistas que inundavam suas lojas com liquidações para atrair os consumidores que estavam de folga.

 Os empresários do Brasil demoraram um pouco para colocar a Black Friday no calendário de vendas, sendo inserido em 2010 sempre na 4ª sexta-feira de novembro, assim como nos Estados Unidos. O foco principal do evento são os descontos para as vendas online.

 Embora seja nova por aqui, os números registrados ao longo desses anos só tendem a aumentar. Em 2013, o comércio movimentou R$ 424 milhões, valor 95% maior do que no ano anterior, em que os produtos vendidos somaram R$ 217 milhões, segundo dados da Busca Desconto. A previsão é otimista para 2014, em que se espera faturar R$ 1,2 bilhão, conforme estimativas do E-bit, empresa especializada em avaliar a reputação das lojas e divulgação de informações sobre o comércio eletrônico.

Selo de Qualidade Black Friday

 Em anos anteriores, a Black Friday foi marcada por muita reclamação por parte dos consumidores. Fato que levantou suspeitas sobre maquiagem dos descontos oferecidos. Para evitar isso e fazer com que o evento realmente cumpra com aquilo que se propôs, a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico reeditou o código de ética, no qual culminou no selo de qualidade “Black Friday Legal”.

Com isso, as empresas que ganharam esse selo estão comprometidas em ofertar descontos reais. A meta para 2014 é que 150 varejistas assinem o termo de compromisso com o consumidor.

Dicas para aproveitar a Black Friday

 Ainda que a Black Friday seja uma boa oportunidade para comprar aquele item desejado e com um preço mais em conta, fique atento para não cair em pegadinhas e evitar que a ansiedade faça você gastar mais do que o seu “bolso” pode suportar. Então, veja as dicas que preparamos:

  • Invista na lista de compras: para não sair comprando além do essencial, faça uma lista de compras e contemple somente os itens que realmente são necessários no momento.
  • Pesquise: evite a compra por impulso e, por isso, pesquise o preço do produto que deseja adquirir para ter ferramentas de comparação e optar por aquele lugar que oferece o melhor custo-benefício.
  • Sites confiáveis: sempre tem alguém querendo ganhar vantagem em cima dos outros, então, procure finalizar a compra em sites confiáveis. Você pode pesquisar a idoneidade das empresas em sites como Procon e Reclame Aqui.
  • Vantagens competitivas: algumas empresas oferecem vantagens para se diferenciar das concorrentes. Dessa forma, saiba se a loja oferece frete grátis e dá brindes, por exemplo.

 

——————————————————————————————————————–

Dica de curso!

Marketing para o Varejo: Desafios, Oportunidades, Fundamentos

Com o Prof. Antônio Sá, especialista e executivo do varejo.

O varejo não pára de evoluir e se modificar. Hoje, mais do que nunca, constituiu-se num provedor de imensas oportunidades para profissionais capacitados e qualificados que ambicionem enveredar por uma nova carreira. O curso Marketing para o Varejo oferece uma abordagem prática, ministrada por Antônio Sá, ex. diretor do Walmart e um dos professores mais conceituados do mercado. No curso, o aluno terá contato com todo o ferramental e novidades passíveis de serem aplicados de imediato por todos os participantes em seus negócios.

Vagas Limitadas! Inscreva-se.

Saiba mais sobre este curso.

Deixe uma resposta